Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

AGU omitiu ‘trechos relevantes’ da fala de Bolsonaro, diz Moro

Família de Marielle quer Moro longe das investigações do caso
COMPARTILHE

Defesa de Moro acusa AGU de “omissão do contexto e de trechos relevantes para a adequada compreensão”.

A defesa do ex-ministro Sergio Moro divulgou, nesta quinta-feira (14), uma nota em resposta à petição da Advocacia-Geral da União (AGU) ao Supremo Tribunal Federal (STF), que divulgou trechos da fala do presidente da República, Jair Bolsonaro, na reunião ministerial de 22 de abril.

Em texto assinado pelo advogado Rodrigo Rios, a defesa de Moro afirmou:

“Sérgio Moro e seus advogados foram surpreendidos com a petição da AGU, em favor do Presidente da República, no Inquérito junto ao STF.”

E acrescentou:

“A transcrição parcial revela disparidade de armas pois demonstra que a AGU tem acesso ao vídeo, enquanto a defesa não tem. A petição contém transcrições literais de trechos das declarações do Presidente, mas com omissão do contexto e de trechos relevantes para a adequada compreensão, inclusive na parte da ‘segurança do RJ’, o trecho imediatamente precedente.”

O advogado do ex-ministro completou:

“De todo modo, mesmo o trecho literal, comparado com os fatos posteriores – demissão do Diretor Geral da PF, troca do Superintendente da PF e exoneração do MJSP – confirma que as referências diziam respeito a PF e não ao GSI. A transcrição parcial que busca apenas reforçar a tese da defesa do Presidente reforça a necessidade urgente de liberação da integralidade do vídeo.”

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários