AGU pede retorno da investigação sobre quem financia defesa de Adélio

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Nesta sexta-feira, a AGU enviou um memorial ao TRF-1 ressaltando a importância da continuidade das investigações.

A Advocacia Geral da União (AGU) pediu à Justiça, nesta sexta-feira (13), a retomada da investigação que busca descobrir quem financia a defesa do extremista Adélio Bispo de Oliveira, que esfaqueou o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em memorial entregue ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), o ministro André Mendonça pediu a revogação de uma decisão do desembargador Néviton Guedes que impediu a análise do material apreendido em dezembro no escritório do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior.

A AGU argumenta que Adélio não sabe quem está arcando com as despesas dos advogados e afirmou que amigos e parentes não teriam condições financeiras para assumir o custo. Portanto, o financiador não teria relação com Adélio.

O TRF-1, em Brasília, marcou para a próxima quarta-feira o julgamento do pedido para serem retomadas as investigações, informa o jornal O Globo.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.