Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

AGU quer extinção de processo que pede afastamento de Salles

Salles quer cobrar no mínimo US$ 10 bi ao ano dos países ricos
COMPARTILHE

Salles classificou a ação contra ele como uma tentativa de interferência nas políticas públicas do governo.

A Advocacia-Geral da União (AGU) encaminhou, nesta quinta-feira (9), um parecer no qual defende a extinção do processo que pede o afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, caso a ação não seja direcionada para a 1ª Vara Federal de Brasília.

De acordo com a AGU, a existência de uma ação civil pública naquele juizado contra mesmo ato relatado pelo Ministério Público Federal (MPF) torna o órgão prevento, destaca o portal UOL.

A prevenção é quando um juiz é designado, ao invés de sorteado, para atuar em um caso.

No caso de Salles, a AGU aponta que a Procuradoria questionou, em maio deste ano, o despacho 4.410 do Ministério do Meio Ambiente, que embasa parte da nova ação contra o ministro, apresentada nesta semana.

Em nota à imprensa, Salles classificou a ação contra ele como uma tentativa de interferência nas políticas públicas do governo Jair Bolsonaro.

“A ação de um grupo de procuradores traz posições com evidente viés político-ideológico em clara tentativa de interferir em políticas públicas do governo federal”, disse ele.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE