Al-Qaeda convoca jihad contra EUA por embaixada em Jerusalém

O líder do grupo terrorista Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, convocou no domingo (13) a jihad contra os Estados Unidos por conta da transferência da embaixada em Israel para Jerusalém.

O extremista da Al-Qaeda afirmou que a instalação da embaixada do país em Jerusalém é a prova de que as negociações e o “apaziguamento” não ajudaram os palestinos.

Em um vídeo de cinco minutos com o título “Tel Aviv também é um território dos muçulmanos”, o médico egípcio que assumiu a liderança da Al-Qaeda após a morte de seu fundador, Osama bin Laden, em 2011, chama a Autoridade Palestina de “vendedores da Palestina” e convoca seus adeptos a pegar em armas.

De acordo com informações do BOL:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “foi claro e explícito e revelou a verdadeira face da Cruzada moderna (…) O apaziguamento não funciona com ele, e sim a resistência (…) pela via da jihad”, afirmou Al-Zawahiri de acordo com uma transcrição do grupo SITE, que monitora os sites de internet islamitas.

Para o líder da Al-Qaeda, os países islâmicos fracassaram em atuar a favor dos muçulmanos ao integrar a ONU, instituição que reconhece Israel, e ao aceitarem as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas ao invés da sharia (lei islâmica).

 

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *