- PUBLICIDADE -

Al-Qaeda faz ameaças a Macron e a ‘todos que insultarem Maomé’

Descontentamento contra o presidente da França chega aos 75%

Organização jihadista diz que o líder francês "insistiu em ofender o profeta".

- PUBLICIDADE -

O grupo terrorista Al-Qaeda exortou seus seguidores, nesta segunda-feira (2), a “matar qualquer um que insultasse o profeta Maomé”.

Os extremistas ameaçaram diretamente o presidente Emmanuel Macron, da França, por conta da polêmica envolvendo seus comentários sobre o Islã.

No mês passado, após a decapitação do professor de história Samuel Paty perto de uma escola de Paris, Macron defendeu a publicação de caricaturas do profeta Maomé com base na liberdade de expressão.

“Matar qualquer um que insulte o profeta é direito de todo e qualquer muçulmano”, disse o grupo jihadista em um comunicado.

A organização terrorista ainda ameaçou vingar os comentários de Macron, descrevendo o presidente francês como “jovem e inexperiente, com um cérebro pequeno” e dizendo que ele “insistiu em ofender o profeta”.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -