Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Albert Einstein não recomenda uso de cloroquina contra coronavírus

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
70 hospitais do Brasil vão testar cloroquina em infectados por coronavírus

Anteriormente, a relação entre paciente e médico era necessária para usar a cloroquina para tratar a doença no Einstein. 

O Hospital Israelita Albert Einstein, localizado em São Paulo, proibiu a prescrição do medicamento cloroquina para tratamento de infecções por coronavírus.

Na manhã desta sexta-feira, a instituição ajustou a informação, explicando que “não há uma proibição, mas uma recomendação para a não utilização nem em modo off label, ou seja, fora das indicações homologadas para os fármacos pela agência reguladora no Brasil, a Anvisa”.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso off label de um medicamento é quando ele é prescrito para tratar outra indicação que não está prevista na bula.

“O uso off label de um medicamento é feito por conta e risco do médico que o prescreve, e pode eventualmente vir a caracterizar um erro médico, mas em grande parte das vezes trata-se de uso essencialmente correto, apenas ainda não aprovado”, diz o órgão.

Referências: [1]

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email