Alckmin depõe sobre recebimento de R$ 10 milhões da Odebrecht

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, vai prestar depoimento nesta quarta-feira (15) em inquérito envolvendo a Odebrecht.

O tucano responde por suspeita de improbidade administrativa pelo recebimento de R$ 10,3 milhões de caixa dois da empreiteira Odebrecht nas campanhas de 2010 e 2014 ao governo de São Paulo.

A investigação é conduzida pela 9ª Promotoria do Patrimônio Público e Social de São Paulo, que confirmou na noite de terça-feira (14) a realização da oitiva.

Durante evento em Brasília, Geraldo Alckmin também confirmou a presença no depoimento. “É dever de quem está na vida pública prestar contas”, declarou.

Esta será a primeira vez que o ex-governador será chamado a falar sobre episódios relatados por quatro delatores da empreiteira baiana, que associaram ao cunhado de Alckmin e ao ex-tesoureiro de suas campanhas, Marcos Monteiro, a responsabilidade por recolher valores destinados a financiar suas campanhas. A quantia nunca foi declarada à Justiça Eleitoral.

 

Adaptado da fonte O Globo

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.