Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Alcolumbre admite que reforma da Previdência pode atrasar ainda mais

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Alcolumbre admite que reforma da Previdência pode atrasar ainda mais
Imagem: Reprodução/Twitter

“Acaba saindo um pouco do calendário da primeira quinzena de outubro, passando para a próxima semana”, afirmou Alcolumbre.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), admitiu que a votação em 2º turno da reforma da Previdência, prevista para 10 de outubro, pode atrasar mais uma vez. 

Insatisfeitos com os rumos da divisão dos recursos do megaleilão de petróleo da cessão onerosa e com o desembolso do governo Jair Bolsonaro às emendas parlamentares, os senadores já ameaçavam articular manobras para atrasar a votação em segundo turno, informa a revista Veja.

Alcolumbre falou sobre o assunto:

“Se alguns senadores compreenderem que não é razoável quebrar o interstício, mesmo minha posição pessoal e de vários outros líderes sendo favoráveis à quebra para resolvermos a votação em segundo turno dessa matéria na semana que vem, vamos ter de acabar adiando para a semana seguinte.” 

Nessa hipótese, a votação seria feita na semana que vai de 14 a 18 de outubro. O presidente do Senado acrescentou:

“Acaba saindo um pouco do calendário da primeira quinzena de outubro, passando para a próxima semana.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email