Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Alcolumbre barrou buscas da PF em gabinete de Serra

Alcolumbre admite que reforma da Previdência pode atrasar ainda mais
Imagem: Reprodução/Twitter
COMPARTILHE

O mandado judicial contra Serra foi expedido em mais uma fase da operação “Lava Jato”. 

Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado Federal, impediu, nesta terça-feira (21), o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP).

O portal G1 apurou que a decisão de impedir o prosseguimento das buscas veio após consulta da presidência à Advocacia Geral da Casa.

De acordo com a avaliação da advocacia, como o mandado foi expedido por um juiz de primeira instância, a PF precisaria ter aval do Supremo Tribunal Federal (STF) para realizar as buscas e apreensões, o que não ocorreu. 

A PF chegou a entrar no prédio do Senado onde fica o gabinete de Serra, ma não conseguiu cumprir o mandado de busca e apreensão.

Horas depois, o ministro do STF, Dias Toffoli, concedeu liminar, isto é, decisão provisória, para suspender a ação da PF no gabinete do senador do PSDB.

As buscas foram determinadas na operação “Paralelo 23“, da PF, que investiga suposto caixa 2 na campanha de Serra ao Senado em 2014, destaca a RenovaMídia.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE