Além do Facebook, Youtube e Apple também censuram direitista americano

A maioria do conteúdo do direitista Alex Jones, fundador da mídia InfoWars, foi removida do iTunes, da Apple, e de aplicativos de podcasts.

As informações foram publicadas em primeira mão pelo site de notícias BuzzFeed, citando declaração de um porta-voz da empresa no domingo (5).

O Facebook também excluiu a conta da InfoWars, jornal de Alex Jones. O editor-chefe da mídia direitista, Paul Joseph Watson, denunciou a censura da rede social na manhã desta segunda-feira (6).

A decisão da Apple é a mais abrangente de uma repressão recente aos programas de Jones pelo Facebook e outros sites online que suspenderam ou removeram parte de seu conteúdo baseado em conspiração.

A Apple disse ao Buzzfeed que havia removido toda a biblioteca de cinco dos seis podcasts Infowars, de Jones, incluindo os programas “War Room” e o diário “The Alex Jones Show”.

A onda de censura contra o direitista não parou por aí.

As plataformas Youtube e Spotify também anunciaram medidas para excluir o conteúdo produzido por Alex Jones.

 

Com informações da Reuters Brasil
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia