- PUBLICIDADE -

Alemanha admite que cometeu genocídio na Namíbia

Alemanha admite que cometeu genocídio na Namíbia
Foto: Divulgação/Arquivos nacionais da Namíbia / AFP
- PUBLICIDADE -

Governo alemão pediu “perdão à Namíbia e aos descendentes das vítimas”.

O governo da Alemanha admitiu, pela primeira vez, que cometeu genocídio contra etnias Hereros e Namas que viviam na Namíbia no começo do século XX.

Na época do genocídio, entre 1884 e 1915, o país africano era uma colônia alemã. 

Os sobreviventes foram colocados em campos de concentração onde eram vítimas de trabalho forçado.

Em um comunicado, o chanceler alemão, Heiko Maas, fez a declaração inédita:

“Do ponto de vista atual, hoje qualificaremos estes acontecimentos como o que são: um genocídio.”

E acrescentou:

“À luz da responsabilidade histórica e moral da Alemanha, pediremos perdão à Namíbia e aos descendentes das vítimas.”

Um porta-voz do governo da Namíbia disse à agência de notícias France-Presse que o reconhecimento da Alemanha foi “um primeiro passo na direção certa“.

Além do reconhecimento oficial, o governo de Angela Merkel também anunciou que vai apoiar o desenvolvimento da Namíbia por meio de um programa de mais de 1,1 bilhão de euros que, ao longo de 30 anos, serão investidos em projetos de infraestrutura, saúde e treinamentos. 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -