Alemanha diz que ataque contra sinagoga não foi antissemita

Idiomas:

Português   English   Español
Policemen stand on July 29, 2014 outside a synagogue in Wuppertal, western Germany, where three men tried to commit an arson attack by throwing several incendiary compositions against the building. According to the police, an 18-years old man was detained, two other suspected offenders could flee. AFP PHOTO / DPA / OLIVER BERG / GERMANY OUT
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Tribunal regional da Alemanha decidiu que uma tentativa de incendiar uma sinagoga em 2014 foi um ato de protesto contra a conduta de Israel em relação ao grupo terrorista Hamas.

O tribunal da cidade de Wuppertal na última sexta-feira (12/01) decidiu que o ato de violência cometido por três palestinos contra a sinagoga da cidade foi uma expressão justificada de críticas às políticas de Israel.

De acordo com a Justiça da Alemanha, os três muçulmanos queriam apenas chamar “atenção para o conflito em Gaza”, por isso considerou que o ataque não foi motivado pelo antissemitismo.

A corte também observou que os meliantes haviam consumido álcool e não ocasionaram ferimentos nos membros da sinagoga.

Um menino de 13 anos que morava perto do templo religioso percebeu as chamas e ligou para a polícia. Vários dias antes do incêndio, um vândalo havia pichado “Palestina livre” nas paredes da sinagoga.

 

Com informações de: [JPost]

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...