- PUBLICIDADE -

Alemanha convoca embaixador russo por causa de ciberataques

Merkel não tentará reeleição como chanceler da Alemanha
- PUBLICIDADE -

O governo alemão afirmou que existem “claros indícios” de que o ciberataque foi executado por russos.

O governo da Alemanha convocou, nesta quinta-feira (28), o embaixador da Rússia para prestar explicações por um ciberataque lançado em 2015.

O ataque cibernético afetou a Câmara dos Deputados e os serviços da chanceler Angela Merkel, de acordo com o ministério alemão das Relações Exteriores.

Em um comunicado¹, o governo alemão afirmou que existem “claros indícios” de que o ciberataque foi executado há cinco anos por um suspeito que pertencia na época ao “serviço de inteligência militar” russo GRU.

Além de cometer o ataque, os hackers conseguiram os dados pessoais de um serviço de mensagens da chanceler correspondentes ao período 2012-2015.

No início do mês, Angela Merkel já havia afirmado² que “tem provas” de várias tentativas “escandalosas” de ataques cibernéticos da Rússia contra ela.

“Posso dizer honestamente que isso me machuca. Todos os dias tento melhorar as relações com a Rússia e, ainda assim, há evidências muito tangíveis de que as forças russas fazem isso”, disse Merkel.

Referências: [1][2]
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -