O preço de um quilo de alho na Venezuela é superior ao salário mínimo

Sofrendo com escassez de alimentos básicos e alta taxa de desnutrição, o alho passou a ser um item de luxo para o povo venezuelano.

Os mercados de Caracas estão vendendo o quilo do alho por 200 mil bolívares. Já o salário mínimo mensal estipulado pelo ditador Nicolás Maduro é de 177 mil bolívares, desde o primeiro dia do mês de novembro.

Alberto Rodríguez, um feirante no mercado de Chacao, disse que sua loja vendia 30 quilos de alho por semana há cinco meses. No entanto, agora as vendas caíram para quase metade: 18 quilos por semana.

Outro vendedor, Manuel dos Santos, explicou que os preços aumentaram porque há pouca oferta. Existem muito poucos produtores para cobrir a demanda, então aqueles que trazem alho para Caracas vendem por preços exorbitantes.

 

Com informações de: (1)
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *