PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Aliado de Maduro diz que cubanos ‘estavam comemorando Eurocopa’

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Milhares de cubanos saíram às ruas de Cuba para protestar contra a ditadura.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, saiu em defesa do regime comunista em Cuba depois dos protestos inéditos registrados em várias cidades da ilha.

Até aí tudo normal. Trata-se de uma movimentação previamente esperada por parte de Maduro.

No entanto, o número dois do chavismo, Diosdado Cabello, demonstrou como os comunistas estão dispostos a negar completamente a realidade para manter os aliados no poder.

Cabello, que é primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), negou, nesta terça-feira (13), a existência das manifestações em Cuba.

Em entrevista coletiva do partido, Cabello afirmou que as imagens divulgadas nas redes sociais fazem parte de um “evento midiático“, que não tem “nada a ver com a realidade“.

Cabello teve a audácia de afirmar que os vídeos das gigantescas manifestações em Cuba no último domingo (11) eram de pessoas celebrando a vitória da Itália na Eurocopa:

“Estavam comemorando a Eurocopa e tiravam essas fotos como se estivesse acontecendo em Cuba, ou na Argentina, onde estavam comemorando a Copa América.”

A liderança chavista completou:

“Tiraram a foto de longe e, sem vergonha nenhuma, disseram: ‘Olhem para Cuba, como está’.”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.