Português   English   Español

Aliados não querem Bolsonaro desfilando em carro aberto

Aliados do presidente eleito Jair Bolsonaro o aconselham a não desfilar em carro aberto em sua posse, no dia 1 de janeiro de 2019.

“O temor é de risco à segurança do futuro presidente”, segundo as informações do jornalista Igor Gadelha na revista Crusoé.

Um coquetel de recepção no Itamaraty e não um banquete, além de desfile em carro aberto, com a primeira dama Michelle, no tradicional Rolls Royce, são algumas definições tomadas na última semana para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro.

A Agência Brasil apurou que só a chuva, comum nessa data em Brasília, poderá mudar esses planos. Também foi retirada da programação a cerimônia ecumênica, que inicialmente surgiu entre as possibilidades.

Em entrevista ao Poder em Foco, no SBT, dias atrás, o general Augusto Heleno falou sobre esta questão:

Isso vai ser avaliado com as informações de que nós dispusermos, qual o grau de vulnerabilidade o fato de ele desfilar em carro aberto.

Segundo informações da UOL, o futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) acrescentou:

Eu tenho certeza que se deixar por conta dele a decisão, ele vai querer desfilar no carro aberto. Se deixar por conta da segurança, a segurança vai recomendar que não desfile em carro aberto.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter