Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Aliança pelo Brasil já deve ter assinaturas suficientes, diz tesoureira

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Bolsonaro ganha placa da Aliança pelo Brasil feita com projéteis
Imagem: GABRIELA VINHAL/METRÓPOLES

“Não podemos parar com a coleta porque somente teremos certeza após o julgamento no TSE”, diz Kufa.

A advogada Karina Kufa, tesoureira do Aliança pelo Brasil, acredita que o partido já conseguiu o número de assinaturas suficientes para enviar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

A declaração foi feita no Twitter, nesta segunda-feira (17), pela tesoureira do partido que o presidente da República, Jair Bolsonaro, está criando.

Ao todo, 492 mil rubricas são necessárias para a criação de uma nova sigla.

Kufa afirma, no entanto, que não sabe a quantidade exata já conquistada:

“Quantos apoiamentos nós temos? Não conseguimos precisar porque o trabalho foi descentralizado. Acredito que já temos fichas suficientes para a capacidade eleitoral do partido, mas não podemos parar com a coleta porque somente teremos certeza após o julgamento no TSE.”

Ainda de acordo com a advogada, “questões burocráticas criadas a partir de 2015” têm dificultado a coleta de assinaturas. 

Kufa destacou a necessidade de testemunha, exigência do apoiador não ser filiado a nenhuma outra sigla e problemas técnicos no SAPF (Sistema de Apoiamento ao Partido em Formação), do TSE, além do preenchimento inadequado das fichas, informa o site Poder360.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias