Alimentação oral de Bolsonaro momentaneamente suspensa

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O estado de saúde do candidato Jair Bolsonaro (PSL) “continua estável, sem febre ou outros sinais de infecção”.

As informações foram obtidas em boletim médico divulgado na manhã desta quarta-feira (12) pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

“Os exames laboratoriais permanecem estáveis”, afirmou a junta médica.

A alimentação pela boca foi momentaneamente suspensa “devido ao surgimento de uma distensão abdominal”, de modo que o candidato volta a ter “alimentação parenteral (endovenosa) exclusiva até a próxima avaliação”.

A nota é assinada pelos médicos Antônio Luiz Macedo (cirurgião); Leandro Echenique (clínico e cardiologista); e Miguel Cendoroglo (diretor superintendente do hospital).

Jair Bolsonaro, que teve alta ontem da UTI, segue em unidade de cuidados semi-intensivos.

 

Adaptado da fonte O Antagonista
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações