Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Alinhamento entre Júpiter e Saturno é a Estrela de Belém?

Alinhamento entre Júpiter e Saturno é a Estrela de Belém?
COMPARTILHE

O alinhamento total entre Júpiter e Saturno ocorrerá no dia 21 de dezembro.

Ao longo dos próximos cinco dias, Júpiter Saturno entrarão num alinhamento raro que não acontecia desde a Idade Média.  

O alinhamento total entre os dois astros ocorrerá no dia 21 de dezembro, data onde ocorre o famoso Solstício de inverno, a noite mais longa do ano. 

Na próxima segunda-feira, quem olhar para o céu conseguirá ver um “disco duplo”, como descrevem alguns astrônomos.  

Quem tiver o apoio de um telescópio, conseguirá observar até mesmo os anéis de Saturno e os cinturões de Júpiter.  

Alinhamento entre Júpiter e Saturno estará visível a olho nu na noite desta quinta-feira (17)

A aproximação entre os dois planetas poderá ser vista do planeta Terra a olho nu a partir da noite desta quinta-feira (17). 

Aqueles que estiverem próximos à linha do Equador e em lugares descampados, com o céu noturno limpo e sem nuvens, poderão ter uma visão ainda melhor deste alinhamento histórico. 

Alinhamento entre Júpiter e Saturno é a Estrela de Belém? 

Ao longo dos séculos, este alinhamento cósmico tem sido chamado de “Estrela de Belém” ou “do Natal” devido à proximidade com a data festiva que marca o nascimento de Jesus, celebrado pelo Cristianismo em 25 de dezembro.  

Nenhum pesquisador pode afirmar com total certeza que a Estrela de Belém nunca existiu e que nunca serviu de guia aos Reis Magos.  

Mas também ninguém está em condições de negar que ela realmente apareceu, assim como relatado na bíblia.

Alinhamento entre Júpiter e Saturno é a Estrela de Belém?

Em entrevista à BBC em novembro, o astrônomo Patrick Hartigan, da Universidade de Rice, dos Estados Unidos, destacou que um alinhamento tão próximo pode ter ocorrido em 4 de março de 1226. 

Ou seja, o último registro mais similar com o alinhamento que estamos tendo a oportunidade de observar vem do século XIII. Dessa forma, algo assim não acontecia há quase 800 anos.   

Quase quatro séculos mais tarde, em dezembro de 1603, quando o astrônomo Johannes Kepler, da Alemanha, estava na cidade de Praga, atual capital da República Checa, ele reparou que Júpiter e Saturno se aproximaram tanto um do outro que quase se tornaram “numa única luz celestial muito brilhante”. 

Católico, Kepler utilizou os relatos bíblicos como base e calculou que os dois gigantes gasosos estavam próximos um do outro no ano 7 a.C. 

Na visão de Kepler, um fenômeno astronômico semelhante poderia ter anunciado o aparecimento da Estrela de Belém, mencionada pelos Reis Magos na Bíblia.  

O que diz a Bíblia sobre a Estrela de Belém? 

De volta ao presente, o pesquisador norte-americano Patrick Hartigan ainda acrescentou que quem perder a “grande junção” entre Júpiter e Saturno terá uma nova oportunidade de assistir a olho nu o encontro entre os dois astros somente daqui a 60 anos:

 “Aqueles que preferirem esperar e ver Júpiter e Saturno tão perto e mais acima no céu noturno terão que aguardar até 15 de março de 2080. Depois disso, a dupla não fará aparição semelhante até depois de 2400.” 

Ilustração mostra os Reis Magos segundo guiados pela Estrela de Belém –  Imagem: Pink frog/Getty

É importante enfatizar que outros fenômenos cósmicos são apontados por pesquisadores como sendo a “Estrela de Belém”, que foi mencionada na Bíblia no Evangelho de Mateus durante o capítulo dos Reis Magos. 

“Dos quatro evangelhos há apenas um que fala da Estrela de Belém, que é Mateus. Mas São Mateus não diz exatamente o que foi visto, não descreveu aquilo que lá estava”, destaca o professor Rui Agostinho, do departamento de física da Universidade de Lisboa, em Portugal

É como se os cientistas estivessem encurralados num beco sem saída.   

Nenhum deles pode dizer com 100% de certeza que a Estrela de Belém nunca existiu e que nunca serviu de guia aos Reis Magos, mas também ninguém está em condições de negar que ela realmente apareceu. 

“O texto bíblico de São Mateus é muito parco em detalhes, não diz nada sobre o que terá acontecido no céu”, acrescenta Agostinho.  

Leia Também: Johannes Kepler, a Estrela de Belém e os Reis Magos 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
2 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Mizael Lopes
Mizael Lopes
1 mês atrás

“Aqueles que preferirem esperar e ver Júpiter e Saturno tão perto e mais acima no céu noturno terão que aguardar até 15 de março de 2080. Depois disso, a dupla não fará aparição semelhante até depois de 2400.”

Flávia
Flávia
1 mês atrás

Idade média foi bem depois de Cristo, oras. 🤦🏻‍♀️

PUBLICIDADE