Alto funcionário da Coreia do Norte viaja para os Estados Unidos

Kim Yong-chol, um peso pesado da ditadura da Coreia do Norte, se dirige aos Estados Unidos para tratar dos detalhes da cúpula entre os dois países prevista para o dia 12 de junho em Cingapura.

O vice-presidente do Comitê Central do partido único norte-coreano aterrissou nesta terça-feira (29) em Pequim, onde reservou um voo para Nova York, segundo “Yonhap”, com a possível intenção de se reunir com o secretário de Estado, Mike Pompeo, e inclusive com o presidente Donald Trump.

Nenhum oficial norte-coreano de tão alta escalão visitou os Estados Unidos desde que o militar Jo Myong-rok, em 2000, quando viajou para se reunir com o então presidente Bill Clinton.

De acordo com informações do BOL:

Kim Yong-chol, que também é diretor do poderoso Departamento da Frente Unida e tem grandes competências em inteligência e poderes estrangeiros, é uma das figuras do regime submetido a sanções internacionais, incluindo as que o Departamento do Tesouro americano ativou contra eles desde a era Obama.

Conforme detalhado pela agência sul-coreana a partir das listas de passageiros consultados, Kim e seu grupo reservaram um voo para Washington hoje, mas o mudaram por outro, para Nova York, que parte às 13h (hora local, da China) de amanhã.

O presidente Donald Trump confirmou a visita em uma publicação na manhã desta terça-feira (29):

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia