Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Alto índice de deserção na Guarda Nacional da Venezuela

Alto índice de deserção na Guarda Nacional da Venezuela
COMPARTILHE

As deserções já estavam acontecendo mesmo antes de o líder da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, pedir que os militares abandonem Maduro.

A ditadura de Nicolás Maduro tenta deter uma onda de deserções de militares, chegando a ordenar que guardas da fronteira barrem os soldados que tentarem sair da Venezuela sem permissão.

Cerca de 4.300 oficiais da Guarda Nacional desertaram desde 2014. Um documento informando patentes e números de série dos desertores foi assinado pelo comandante da Guarda, o major-general Jesús López Vargas, em 21 de dezembro.

O outro documento, datado de 13 de novembro, foi assinado por Luis Santiago Rodríguez González, diretor do serviço de migração do país.

O chavista ordena o pessoal nos pontos de entrada e saída do País a impedir que membros das forças armadas e aposentados na reserva viajem para o exterior sem autorização específica.

Porta-vozes do Ministério da Defesa da Venezuela não responderam a pedidos de comentários sobre as deserções nem sobre as restrições às viagens de soldados, registra o Bloomberg.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários