Português   English   Español

Ameaça de ataque terrorista afasta Bolsonaro de debates

“Ele está realmente ameaçado, não é um mero tiro de sniper, é um atentado terrorista onde tem uma organização criminosa”, afirmou o general Heleno.

O general da reserva Augusto Heleno afirmou em vídeo que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) não vai comparecer a debates porque há uma ameaça de ele ser alvo de um “atentado terrorista”.

Segundo Heleno, um dos principais integrantes da campanha de Bolsonaro e já anunciado por ele como futuro ministro da Defesa, caso eleito, há uma “recomendação de que toda vez que fosse sair de casa fizesse um vasculhamento no entorno da casa dele e jamais saísse de casa com hora marcada”.

O militar acrescentou:

Então, o comparecimento ao debate, que muita gente está vinculando ao medo de ele sair ou de debater com o (Fernando) Haddad, não se trata disso. Ele está realmente ameaçado, não é um mero tiro de sniper, é um atentado terrorista onde tem uma organização criminosa – que não vou citar o nome por motivos óbvios – envolvida, comprovada por mensagens, por escutas telefônicas, então isso é absolutamente verídico.

Confira o vídeo:

No fim de semana passado, um deputado republicano dos Estados Unidos enviou um alerta à Casa Branca sobre uma preocupação existente presente no grupo terrorista Hezbollah, e em movimentos no Irã e na Venezuela, sobre uma possível vitória de Bolsonaro nas eleições do Brasil.

Renova Mídia falou sobre este assunto. Confira aqui.

Deixe seu comentário

Veja também...