América Latina enfrenta um dilema: seguir os EUA ou não?

A decisão do presidente Donald Trump de transferir a embaixada americana em Israel de Tel Aviv para Jerusalém deixou os países da América Latina em dúvida: seguir o mesmo caminho ou não?

Até agora, dois países latino-americanos decidiram apoiar os EUA e estão transferindo suas embaixadas para Jerusalém: Guatemala e Paraguai.

Ambos estão tentando fortalecer os laços com Washington, mesmo que a decisão contrarie os outros 128 países que apoiaram uma resolução na ONU condenando o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel.

A Guatemala irá inaugurar sua embaixada em Jerusalém na próxima quarta-feira (16), com a presença do presidente Jimmy Morales, logo após a inauguração da embaixada americana, que ocorreu nesta segunda (14). O governo do Paraguai informou que deve transferir sua embaixada para a Cidade Sagrada até o fim do mês.

Honduras, que votou com os EUA e Israel na resolução das Nações Unidas, ainda está para decidir se vai mudar a embaixada de Tel Aviv. Enquanto isso, o presidente Panamá dá sinais de que seguirá os exemplos, e estará presente na inauguração da embaixada da Guatemala.

 

Traduzida e adaptada de Yahoo!
João Guilherme
João Guilherme
Estudante e interessado em política, história e religião.