Angela Merkel pressiona por lockdown mais intenso na Alemanha

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A maior economia da Europa está em lockdown parcial há seis semanas.

A chanceler Angela Merkel, da Alemanha, defendeu um lockdown ainda mais intenso no país, que incluiria o fechamento de lojas após as festas de fim de ano. 

Em declaração no Parlamento, nesta quarta-feira (9), Merkel disse que as vacinas por si só não vão alterar significativamente o curso da pandemia no primeiro trimestre do ano que vem: 

“Seria bom levar a sério o que os cientistas estão nos dizendo. Não vamos conseguir vacinar tantas pessoas no primeiro trimestre de 2021 — que é o trimestre de inverno — a ponto de veremos uma mudança significativa.” 

Merkel afirmou que os líderes regionais deveriam seguir a “orientação científica”, pedindo às pessoas que reduzam ainda mais o contato com outras pessoas. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.