Animais em zoológicos da Venezuela estão morrendo de fome

Funcionários de zoológico na cidade de Maracaibo, no estado de Zulia, tiveram de sacrificar outras espécies para salvar alguns carnívoros que estavam sem comer.

Todos os felinos do Zoológico Metropolitano de Zulia, em Maracaibo, correm risco de inanição. Mas, foram dois pumas desnutridos, em pele e osso, que se tornaram o mais recente retrato da escassez de alimentos que assola a Venezuela em razão da crise gerada pela ditadura socialista de Nicolás Maduro.

Nos últimos meses, vários bichos morreram em razão da falta de comida, enquanto outros estão gravemente desnutridos. Patos, porcos e cabras tiveram de ser abatidos para alimentar outras espécies. Um leão africano, um tigre-de-bengala, uma onça-pintada, várias jaguatiricas e aves de rapina estão desnutridas. Todos os animais carnívoros enfrentam problemas de saúde.

A situação não está nada fácil para o reino animal venezuelano. Ontem (27), publicamos matéria sofre o abandono maciço de animais de estimação no país.

Um dos seguidores da Renova postou um vídeo exibindo o estado crítico de alguns animais no zoológico de Zulia.

De acordo com informações do Estadão:

“Os pumas estavam confinados, viviam como animais de estimação – e foram resgatados”, afirmou uma fonte que trabalham no zoo ao jornal Panorama, de Maracaibo. “Eles chegaram desnutridos, no ano passado, e conseguiram se recuperar. Mas, com essa crise, eles regrediram. Hoje, estão encolhendo”.

“O tigre-de-bengala era o mais corpulento. O leão, em razão de sua idade avançada, era magro. Hoje, parecem iguais. Ambos estão com pouco peso”, afirmou a fonte.

Para tentar compensar a falta de carne, os diretores de zoológico inventaram a caça de iguanas selvagens, que habitam o parque, e a pesca de tilápias nas lagoas do local, mas os animais continuam em risco.

O zoo teve de ser fechado para visitantes na semana passada. Na terça, 27, a imprensa local divulgou as imagens dos pumas e de outros animais. A falta de comida não é o único risco que os bichos enfrentam. Em 2016, mais de 40 espécies foram roubadas do parque, provavelmente para alimentar a população faminta.

O ator e filantropo mexicano Raúl Julia Levy, filho do ator Raúl Juliz, responsável por uma fundação de proteção aos animais em Malibu, no Estados Unidos, ofereceu ajuda ao presidente Nicolás Maduro no Twitter. “Peço ao presidente que me dê a oportunidade de dialogar. Não tenho ligação com nenhum partido ou governo, quero ajudar os animais, podemos transferi-los e pagar a recuperação deles”, disse Raul à AFP. Nicolás MAduro não respondeu.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *