Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

ANPR diz que PGR não pode ser indicado por ‘alinhamento’

Tarciso Morais

Tarciso Morais

ANPR diz que PGR não pode ser indicado por 'alinhamento'
COMPARTILHE

Bolsonaro nunca se comprometeu a escolher um nome da lista tríplice.

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) criticou a possibilidade de um procurador-geral da República (PGR) ser indicado em razão de “alinhamento” com outros Poderes.

Em nota divulgada nesta segunda-feira (19), o órgão defendeu que não há “motivos transparentes” para se escolher o novo titular do cargo fora da lista tríplice preparada pela categoria.

“O PGR exerce, por óbvio, uma função de Estado e não de governo, não podendo ser indicado, por exemplo, em razão de ‘alinhamento’ com os projetos e ideias defendidos por aqueles que compõem quaisquer dos Poderes da República. Tampouco pode-se cogitar que a escolha do PGR possa servir a propósitos pessoais. Qualquer tentativa de interferência indevida tem impacto negativo no combate ao crime, à corrupção, e na garantia dos direitos fundamentais”, disse a nota, segundo a agência Reuters.

O órgão disse que a lista tríplice foi preparada em um processo democrático e transparente e que não se sabe os “planos, ideias e compromissos” de candidatos que querem ser procurador-geral e que estariam buscando a nomeação por meio de conversas reservadas na Presidência da República.

Desde o início das discussões sobre a sucessão de Raquel Dodge, que deixa o posto no dia 17 de setembro, o presidente Jair Bolsonaro nunca se comprometeu a escolher um nome da lista tríplice.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.