Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Antepassados do homem cozinhavam alimentos há 170 mil anos

Antepassados do homem cozinhavam alimentos ha 170 mil anos
Imagem: Reprodução/Dr. Lucinda Backwell

Esta descoberta alimentar “fornece uma visão fascinante das práticas comportamentais dos primeiros seres humanos modernos na África Austral”.

Escavações em um sítio arqueológico na região das Montanhas Lebombo, na costa leste da África do Sul, revelaram que os nossos antepassados já cozinhavam alimentos 170 mil anos atrás.

De acordo com os autores de estudo publicado na revista científica Science, arqueólogos perceberam que pequenas estruturas parecidas com rizomas, pertencentes ao gênero Hypoxis, um tipo de planta existente até os dias atuais.

Investigando a composição dos rizomas, os especialistas notaram que eles haviam sido cozidos. A descoberta faz muito sentido, pois, embora seja comestível cru, este tipo de caule é muito fibroso e duro nesse estado.

Em um comunicado, a pesquisadora Lyn Wadley declarou:

“Cozinhar os rizomas ricos em fibras os tornaria mais fáceis de descascar e digerir, para que mais deles pudessem ser consumidos e os benefícios nutricionais fossem maiores.”

E, segundo tradução da revista Galileu, acrescentou:

“Essa descoberta é muito mais antiga do que apontavam relatórios anteriores sobre o cozimento de plantas semelhantes, e isso fornece uma visão fascinante das práticas comportamentais dos primeiros seres humanos modernos na África Austral.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias