PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Anvisa nega uso emergencial da vacina desenvolvida pela Rússia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Em pronunciamento, a Anvisa informou que aguarda a chegada de mais dados sobre a Sputnik V.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou o pedido de uso emergencial da vacina Sputnik V, da Rússia.  

De acordo com a Anvisa, o pedido foi devolvido ao laboratório responsável pelo imunizante porque os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado não foram apresentados. 

Apenas vacinas que estejam na Fase 3 de estudos clínicos no Brasil podem solicitar permissão para uso emergencial, o que não é o caso do imunizante desenvolvido pela Rússia, ainda segundo a Anvisa. 

A autorização para as pesquisas de Fase 3 da Sputnik V foi solicitada à Anvisa no dia 31 de dezembro do ano passado.  

No dia 4 de janeiro deste ano, a agência constatou que faltam documentos e solicitou que o laboratório complemente as informações.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.