- PUBLICIDADE -

Aos 113 anos, mulher mais velha da Espanha vence o coronavírus

Aos 113 anos, mulher mais velha da Espanha vence o coronavírus
- PUBLICIDADE -

“Agora ela está se sentindo bem e teve um teste negativo na semana passada”, disse a representante da idosa.

A idosa María Branyas, de 113 anos, se recuperou de uma infecção por coronavírus no asilo onde vive há 20 anos, na cidade de Olot, em Girona, na Espanha

De acordo com as informações do Grupo de Pesquisas em Gerontologia, ela é a pessoa mais velha a viver no país. María, no entanto, nasceu nos Estados Unidos.

Após se recuperar do novo coronavírus, María também passou a ser a pessoa mais velha curada da doença no mundo.

Em conversa com a agência France-Presse, a responsável pela idosa disse que os sintomas dela foram discretos:

“Na verdade, a única coisa que foi detectada foi uma infecção do trato urinário e um pouco de febre associada, mas depois ela foi submetida a um teste de triagem [para o coronavírus] que deu positivo.”

Ela completou:

“Agora ela está se sentindo bem e teve um teste negativo na semana passada.”

Vários artigos foram publicados nos últimos anos sobre María Branyas, mãe de três filhos, avó e bisavó, nascida em 4 de março de 1907 nos EUA, onde seu pai trabalhava como jornalista em São Francisco.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -