Mulher apedrejada na Somália por casamento com vários homens

O grupo jihadista Al Shabab executou nesta quarta-feira (9) o apedrejamento público de uma mulher acusada de ter se casado com 11 homens na cidade de Sablale, sul da Somália.

Um membro do grupo jihadista entendeu que a mulher se casou com dez homens enquanto estava casada com outro. Segundo o jornal local Hiiraan, que cita um comunicado do Al Shabab, a mulher foi condenada por adultério.

A execução aconteceu na região de Shabelle, onde o grupo tem muita influência e controle, e foi presenciada por centenas de moradores.

De acordo com informações do BOL:

Trata-se da segunda execução por apedrejamento de uma mulher em menos de um ano, já que em outubro outra mulher de 35 anos foi condenada por adultério e apedrejada em uma cidade da região vizinha de Jubbada Dhexe.

O Al Shabab desenvolveu nas zonas sob seu controle da Somália um sistema judicial paralelo que aplica uma visão radical, estrita e ultraconservadora do que consideram lei islâmica.

 

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia