Apesar da repressão, protestos prosseguem em Mianmar

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

"Faremos qualquer coisa para rejeitar o governo militar", diz cidadão.

Os cidadãos de Mianmar voltaram às ruas, nesta quarta-feira (10), pelo quinto dia consecutivo. 

A manifestação aconteceu apesar da violenta repressão e do ataque noturno do exército contra a sede do partido de Aung San Suu Kyi

As ações recentes mostram a determinação dos generais golpistas a ignorar os pedidos de retorno da democracia. 

“Faremos qualquer coisa para rejeitar o governo militar”, declarou Kyaw Kyaw, funcionário de um hotel, à agência France-Presse.  

“Não queremos a ditadura. Tenho um pouco de medo depois da repressão de ontem”, disse o estudante Khin Nyein Wai

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.