Português   English   Español

Apoio a Bolsonaro causa atrito no governo da Itália

Apoio a Bolsonaro causa atrito no governo da Itália

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse nesta segunda-feira (22) que o governo da Itália “não toma partido em relação às eleições em relação às eleições presidenciais no Brasil”.

Segundo ele, o vice-premiê e ministro do Interior Matteo Salvini, ao se declarar a favor do candidato Jair Bolsonaro (PSL), falou apenas como líder de seu partido, a Liga.

Durante o encontro com a imprensa estrangeira, em Roma, Giuseppe Conte afirmou:

Devemos distinguir o papel dos dois vice-premiês e ministros. Tanto Matteo Salvini como Luigi Di Maio realizam atividades políticas. Mas cada um é livre para expressar seu apoio, livre para conhecer líderes políticos de outros países.

O primeiro-ministro da Itália continuou:

Essas são declarações e posições específicas desses líderes políticos. Em relação às eleições no Brasil, o governo italiano não exprime nenhum aval. São eleições que o povo brasileiro vai escolher em plena autonomia, sem interferência ou influência da parte do governo italiano. Se um ministro italiano expressar simpatia ou apoio a um programa particular, faz parte da lógica política.

Questionado pela RFI Brasil, o ministro da Família, Lorenzo Fontana, vice-secretário federal da Liga, aplaudiu o sucesso de Bolsonaro:

O vento identitário sopra em todo o mundo. Para frente, todos!

Matteo Salvini comemorou os resultados eleitorais no Brasil e os votos recebidos pelo candidato Jair Bolsonaro no dia 8 de outubro. Ele declarou o apoio ao brasileiro com comentários nas redes sociais e entrevistas, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte RFI

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...