- PUBLICIDADE -

Após 2,5 mil anos, casal de guerreiros e bebê são descobertos na Rússia

Após 2,5 mil anos, casal de guerreiros e bebê são descobertos na Rússia
- PUBLICIDADE -

O homem e a mulher deitados lado a lado em cova na Rússia tinham cerca de 35 e 45 anos.

Um grupo de arqueólogos da Universidade Estadual de Novosibirsk, na Rússia, encontrou os restos mortais de um casal, um bebê, e uma mulher mais velha, que provavelmente era servente da família. 

Os ossos foram encontrados numa cova na região da Cacássia, centro sul do território russo.  

Em declaração à imprensa, a antropóloga Olga Batanina explicou: 

“O homem e a mulher deitados ao lado tinham cerca de 35 e 45 anos, e a mulher aos pés deles tinha cerca de 60 anos ou mais.” 

Os especialistas acreditam que as pessoas faziam parte da cultura Tagar, que floresceu entre os séculos 8 a.C. e 2 a.C. no sul da Sibéria

Cova de guerreira encontrada na Rússia | Foto: Reprodução/Universidade Estadual de Novosibirsk 

Para compreender com exatidão qual era o grau de parentesco entre os mortos a equipe pretende realizar análises de DNA nos restos mortais. 

Dois conjuntos completos de armas também foram encontrados na tumba, o que evidencia que os mortos eram um casal de guerreiros.  

Além das armas, com a mulher mais velha foram encontrados um vaso de cerâmica e um pente com dentes quebrados. 

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -