Português   English   Español

Após igreja ser fechada, cristãos chineses pregam nas ruas

china-cruz

Membros de uma igreja doméstica fechada recentemente em Chengdu, China, decidiram sair e pregar nas ruas. Um vídeo com o trabalho evangelístico foi divulgado pela missão China Missions.

O material, publicado pelo obreiro Christopher Gregory mostra os fiéis em um parque da cidade, cantando, e pregando em público, o que é proibido no país.

Em alguns momentos do vídeo é possível vê-los entoando a música “Nada além do sangue de Jesus” e anunciando o evangelho. Um dos líderes da igreja empunha uma Bíblia numa mão e o microfone na outra.

De acordo com Gregory, o pastor havia sido detido por policiais, mas foi solto e logo se juntou aos demais. Foram dois cultos em público, um pela manhã e outro no início da noite do domingo (9).

The local authorities shut down a house church in Chengdu last week, so they thought that was the end of it – it wasn't. The people took the gospel to the streets and have started church services in the parks while the authorities looked on in bewilderment not knowing what to do. For the first time, people throughout China are saying "NO!" to what the Communist party wants – control. Control over what they can do, what they can believe, where they can go, what they can say. It's yet another sign something is beginning to take shape here in China, the call for Democracy! The call for freedom! Pray for China. Pray for every church in China, both State-sanctioned as well as unregistered (house church). But pray for change here, pray that the gospel reaches into men's hearts so that real change can come, then we'll see a revival in China.

Posted by Christopher Gregory on Sunday, September 9, 2018

O obreiro Gregory declarou:

As autoridades fecharam o templo na semana passada e pensaram que seria nosso fim, mas não foi. As pessoas levaram a mensagem do Evangelho para as ruas e fizemos cultos nos parques. Eles observavam surpresos, sem saber o que fazer.

E acrescentou:

Pela primeira vez, pessoas em toda a China estão dizendo ‘NÃO’ ao que o Partido Comunista quer: controle. Querem controlar o que elas podem fazer, no que podem crer, onde podem ir e o que podem dizer. Este é mais um sinal de que algo está começando a se formar aqui na China, um chamado para a democracia.

Dias atrás, Renova Mídia publicou nova matéria sobre a intensa perseguição do regime comunista contra comunidades cristãs em várias províncias da China.

Adaptado da fonte Gospel Prime

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...