Após massacre, Trump defende reforço da lei de pena de morte

Idiomas:

Português   English   Español
Após massacre, Trump defende reforço da lei de pena de morte
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, descreveu o homem que abriu fogo em uma sinagoga em Pittsburgh no sábado (27) como “maníaco” e sugeriu que seu governo deveria “endurecer as leis da pena de morte”.

O atirador matou 11 pessoas em um terrível ataque no sábado. Trump falou sobre o assunto:

Essas pessoas devem pagar o preço final. Isso tem que parar. Nós deveríamos reforçar nossas leis de pena de morte.

Donald Trump acrescentou:

É uma coisa terrível. O ódio nos Estados Unidos é uma coisa terrível, algo deve ser feito.

O republicano ainda disse que o incidente não tem muita relação com as leis de armas dos Estados Unidos.

“Se eles tivessem proteção por dentro, talvez pudesse ter sido uma situação diferente”, alegou.

 

Adaptado da fonte ANSA

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque