Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Após ser alvo de sanções, China promete retaliação contra os EUA

EUA denunciam censura da China contra Hong Kong
COMPARTILHE

Sanções fortalecerão a determinação de implementar a Lei de Segurança Nacional de Hong Kong, diz China.

O regime comunista da China convocou o principal diplomata dos Estados Unidos em Pequim, nesta terça-feira (8), para protestar contra as sanções impostas contra as autoridades chinesas em Hong Kong

O vice-ministro das Relações Exteriores da China, Zheng Zeguang, convocou o representante interino na embaixada norte-americana para expressar “protesto solene e forte condenação”. 

Zheng ameaçou retaliação “recíproca” da China:  

“As ações bárbaras dos EUA apenas invocarão a intensa raiva do povo chinês contra as forças anti-China nos EUA e farão com que 1,4 bilhão de chineses, incluindo nossos compatriotas em Hong Kong, reconheçam plenamente as intenções tortuosas dos EUA.” 

O vice-ministro disse ainda que as sanções “fortalecerão a determinação do governo chinês de implementar a Lei de Segurança Nacional de Hong Kong”. 

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE