Português   English   Español

Após STF, líderes do Congresso também querem reajuste

Agora que o reajuste do salário dos ministros do STF foi sancionado por Michel Temer, membros do Legislativo já se movimentam para engordar seu contracheque.

Líderes do Congresso dizem que, após o presidente Michel Temer sancionar o reajuste do salário dos ministros do Supremo, haverá um movimento para que o Legislativo também engorde seu contracheque.

Deputados e senadores vão se agarrar no argumento de que há pressão dos servidores, segundo informações da Folha.

O reajuste para ministros do STF, de R$ 33 mil para R$ 39 mil, foi aprovado no Senado no dia 7 de novembro. Temer tinha até esta semana para sancionar ou vetar, mas tomou sua decisão nesta segunda-feira (26)

A decisão do presidente do Brasil foi seguida da decisão do ministro dos STF, Luiz Fux, acerca da extinção do auxílio-moradia para magistrados, conforme noticiou a Renova Mídia.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter