Apple é acusada de usar iPhone para armazenar dados dos usuários

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Queixas foram apresentadas em nome de consumidores individuais na Europa.

Queixas foram apresentadas, nesta segunda-feira (16), às autoridades de proteção de dados da Alemanha e da Espanha sobre a ferramenta de rastreamento online da Apple

Esta é a primeira ação importante contra a gigante tecnológica dos Estados Unidos relacionada às regras de privacidade da União Europeia

O grupo de direitos digitais Noyb, que é liderado pelo ativista de privacidade Max Schrems, alega que a Apple viola a lei europeia ao permitir que iPhones armazenem dados de usuários sem seu consentimento. 

A organização comandada por Schrems já obteve sucesso em dois julgamentos históricos sobre privacidade contra o Facebook. 

A Apple disse à agência Reuters que não estava imediatamente em posição de comentar. 

As queixas foram apresentadas em nome de consumidores individuais na Alemanha e na Espanha. 

Os documentos foram entregues para a autoridade de proteção de dados espanhola e para sua contraparte em Berlim, acrescentou o grupo Noyb. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.