Aprovação do governo Michel Temer chega aos 4,3%

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
CAPA: Reuters/Adriano Machado

A popularidade do presidente Michel Temer pouco se alterou nos últimos meses, segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira (06), que mostrou que a avaliação ótima/boa do governo passou a 4,3% em março, ante 3,4% em setembro.

De acordo com informações da Reuters Brasil:

A pesquisa do instituto MDA para a Confederação Nacional do Transporte (CNT) apontou que a avaliação ruim/péssima foi a 73,3 por cento, contra 75,6 por cento, enquanto a avaliação regular do governo passou a 20,3 por cento, ante 18,0 por cento na pesquisa anterior.

A margem de erro da sondagem é de 2,2 pontos percentuais.

Ainda de acordo com o levantamento, o percentual dos que desaprovam o desempenho pessoal do presidente é de 83,6 por cento —era de 84,5 por cento em setembro—, enquanto os que aprovam somam 10,3 por cento, em comparação a 10,1 por cento.

A pesquisa foi realizada de 28 de fevereiro a 3 de março, em 137 municípios, com 2.002 pessoas.

Segundo informações do portal Terra:

O deputado Jair Bolsonaro lidera as intenções de voto nos cenários em que Lula não é candidato.

Na sondagem de intenção de voto espontânea para a Presidência, Lula soma 18,6%. Bolsonaro ocupa a segunda posição, com 12,3%, seguido de Ciro Gomes (PDT), com 1,7%, e o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 1,4%.

O senador Álvaro Dias (PODE-PR), alcança 1,2% na pesquisa estimulada, o mesmo patamar obtido por Marina Silva (Rede), seguidos do atual presidente Michel Temer, com 0,4% das intenções de voto.

Brancos e nulos neste cenário estimulado somam 20,4%, enquanto os indecisos chegam a 39,7%.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.