Português   English   Español

Arábia Saudita fecha acordo com Vaticano para construção de igrejas

Pela primeira vez na história, a Arábia Saudita fechou acordo com o Vaticano para iniciar construção de igrejas para os cristãos que vivem na nação muçulmana.

O acordo foi assinado pelo secretário-geral da Liga Mundial Muçulmana, Mohammed bin Abdel Karim Al-Issa, e por representante do alto escalão do Vaticano, o cardeal Jean-Louis Tauran, segundo um relatório divulgado na quarta-feira (2).

O jornal Financial Express relatou que a recente abertura da Arábia Saudita e a cooperação sociocultural com o mundo não-muçulmano deriva de um desejo de reduzir a dependência dos recursos petrolíferos, seu principal impulsionador econômico.

Durante visita ao reino saudita, o cardeal Tauran lembrou das “centenas de milhares de cristãos no Reino Saudita”, insistindo que o Papa Francisco acompanha a situação “com muita atenção”.

O cardeal também reiterou a posição do Vaticano sobre o tratamento igualitário para todos os cidadãos, independentemente de sua religião, incluindo aqueles que não professam qualquer religião, e apelou para o estabelecimento de uma base comum para a construção de igrejas.

O principal fruto da visita do cardeal foi o acordo conjunto que prevê a construção de igrejas para cuidar das necessidades dos cristãos na Arábia Saudita.

A Arábia Saudita é atualmente o único país do Oriente Médio sem uma única igreja cristã, depois que o Qatar abriu uma em março. O regime saudita adota o wahabismo islâmico, que proíbe todas as formas de atividades religiosas não muçulmanas.

O novo acordo também pede a criação de um comitê de coordenação com dois representantes de cada lado para organizar futuras reuniões. O comitê deve se reunir a cada dois anos, alternando entre Roma e uma cidade escolhida pela Liga Mundial Islâmica.

 

Matéria traduzida e adaptada de Breitbart

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter