- PUBLICIDADE -

Aras é contra recurso para reverter cassação do mandato de Selma Arruda

Senadora Selma Arruda pode ser cassada por omissão de gastos

Aras disse que Arruda exerceu amplamente a sua defesa no rito adotado pelo Senado.

- PUBLICIDADE -

O procurador-geral da República, Augusto Aras, opinou pela improcedência do agravo regimental apresentado pela ex-senadora Selma Arruda (Podemos-MS) no Supremo Tribunal Federal (STF). 

No recurso, Arruda alega que o seu direito a ampla defesa não foi respeitado no curso do processo que culminou na cassação do seu mandato pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com Aras, a alegação da ex-parlamentar não se sustenta. 

O procurador-geral afirma que pelo histórico apresentado por ela fica comprovado que ela pôde expor seus fundamentos, podendo exercer amplamente a sua defesa no rito adotado pelo Senado Federal

O PGR afirma ainda que Selma se manifestou pelo menos quatro vezes ao longo do processo, conforme consta nos autos, sendo ainda questionada sobre a data da realização da manifestação oral na leitura do relatório, destaca o site Congresso em Foco.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -