Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Aras pede ao STF que delação de Cabral perca a validade

Senadores do PT sinalizam apoio a Aras para PGR
COMPARTILHE

O acordo de delação foi firmado por Cabral com a PF em dezembro. O teor da colaboração está sob sigilo.

Augusto Aras, procurador-geral da República (PGR), recorreu, nesta terça-feira (11), contra a homologação do acordo de delação premiada firmado por Sérgio Cabral com a Polícia Federal (PF).

Aras entende que o ex-governador do Rio de Janeiro continua escondendo o paradeiro de valores recebidos de forma ilícita ao longo do funcionamento do esquema criminoso.

Caso a delação seja mantida, o procurador-geral quer que o acordo não afete as prisões decretadas contra Cabral, informa o portal G1.

Sérgio Cabral está preso desde novembro de 2016, e foi condenado a mais de 280 anos de prisão pela Justiça. A maioria desses processos está relacionada à operação Lava Jato.

Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, nesta segunda-feira (10), Cabral confirmou que havia fechado acordo de delação com a PF, como noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários