- PUBLICIDADE -

Araújo diz que agronegócio é vítima de imagem distorcida

Ernesto Araújo - Ministro das Relações Exteriores
Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles
- PUBLICIDADE -

O objetivo da perseguição internacional contra o agronegócio brasileiro, na avaliação do chanceler, é minar a competitividade dos produtos comercializados pelo país.

O ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse que o agronegócio do Brasil é alvo de uma campanha difamatória internacional.

Em audiência pública na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (29), Araújo disse que o Brasil corre o risco de enfrentar barreiras protecionistas motivadas por “pretextos ambientais”.

O chanceler Araújo afirmou:

“O Brasil encontra barreiras oriundas de percepções equivocadas e manipuladas. Em muitos casos, nosso agronegócio é atacado para que seja minada a competitividade de nossos produtos […] Foi criada uma imagem distorcida e incorreta sobre o agronegócio brasileiro.”

E, segundo o Metrópoles, acrescentou:

“A dimensão do meio ambiente é sempre utilizada para tentar prejudicar a agricultura brasileira. Buscamos desarmar esta armadilha que, muitas vezes, transforma em pretexto para frear o desenvolvimento.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -