Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

‘Argentina não pagará ao FMI até sair da recessão’, diz Kirchner

‘Argentina não pagará ao FMI até sair da recessão’, diz Kirchner
COMPARTILHE

A declaração de Kirchner vai de encontro com as propostas apresentadas pelo presidente argentino.

Cristina Kirchner, vice-presidente da Argentina, afirmou, no último sábado (8), que o governo não pagará “nem meio centavo” da dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI) enquanto o país estiver em crise. 

Kirchner disse acreditar que “a primeira coisa que temos que fazer para poder pagar é sair da recessão”.

Segundo o jornal Gazeta do Povo, a vice-presidente também questionou um possível duplo padrão por parte da instituição financeira:

“Eu me pergunto, quando eles dizem ‘não, você não pode fazer uma redução da dívida do FMI porque o estatuto deles proíbe a redução’. Mas como o estatuto do FMI proíbe fazer reduções da dívida, também proíbe empréstimos que permitam fuga de capital. E por que vamos impor uma proibição e não a outra?” 

A declaração da vice vai de encontro com as propostas apresentadas pelo presidente argentino, Alberto Fernández, na última semana. 

Em encontros com lideranças europeias, Fernández reiterou que a Argentina pagará toda a dívida com o FMI quando o país tiver um “crescimento sustentável”.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários