Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Argentina reforça vigilância após morte do general Soleimani

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Argentina reforca vigilancia apos morte do general Soleimani
Imagem: Chris McGrath/Getty Images

Soleimani é o responsável pelo ataque terrorista na Argentina que matou 85 pessoas.

O governo da Argentina anunciou, nesta segunda-feira (6), que reforçará a vigilância dos aeroportos, dos pontos de fronteira e das representações diplomáticas dos Estados Unidos no país. 

A decisão foi tomada pelo Ministério da Segurança três dias depois do bombardeio dos EUA em Bagdá, capital do Iraque, que matou general iraniano Qassem Soleimani.

Soleimani é apontado como um dos organizadores do atentado contra a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia), em 1994, que matou 85 pessoas, informa a revista Veja

As forças de segurança federais do sul da Argentina serão responsáveis pelo reforço da proteção de locais estratégicos de defesa.

O governo do presidente Alberto Fernández disse ainda ter feito contato com a Embaixada dos EUA em Buenos Aires para demonstrar disponibilidade “para qualquer eventualidade ou prevenção necessária”.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email