Argentina traça estratégia para controle dos preços dos alimentos

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Nos últimos onze meses, o preço da cesta básica na Argentina subiu 36,1%.

Em meio à pandemia de coronavírus, o governo da Argentina traçou uma estratégia para o controle dos preços dos alimentos na região metropolitana de Buenos Aires.

Em reunião com prefeitos nesta quarta-feira (16), a gestão do presidente Alberto Fernández também discutiu a aplicação da Lei das Gôndolas na região, que abrange 99 cidades. 

Promulgada em março deste ano, esta legislação determina boas práticas de preços para os mercados e incentiva a inclusão de empresas de menor porte nas gôndolas de grandes supermercados. 

Durante o encontro, representantes do governo apontaram a necessidade de fortalecer e controlar as regras direcionadas aos hipermercados e grandes cadeias de alimentação.  

Os políticos estão até cogitando acionar as forças policiais para fiscalizar excessos nos preços da cesta básica. 

Nos últimos onze meses, o preço da cesta básica na Argentina subiu 36,1%. Projeções apontam que o crescimento pode superar os 40% em dezembro. 

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.