Armada de Trump: 12 navios de guerra em direção à Síria

Uma vigorosa armada de 12 navios de guerra está navegando para a Síria em uma das maiores demonstrações de poderio naval dos Estados Unidos desde a invasão do Iraque em 2003.

O porta-aviões movido a energia nuclear USS Harry Truman, transportando 90 aeronaves e escoltado por seu forte grupo de cinco destróieres e cruzadores, está se aproximando da Europa e do Oriente Médio.

Acredita-se que mais quatro destróieres já estejam em águas do Mediterrâneo, incluindo o Donald Cook, Porter, Carney e Laboon, além de dois submarinos movidos a energia nuclear, Geórgia e John Warner.

A participação de 12 navios de guerra americanos em uma missão é uma enorme concentração de poder de fogo, um dos maiores desde que seis porta-aviões apoiaram a invasão do Iraque em 2003.

Em meio à tensão elevada no Oriente Médio, Donald Trump continua considerando o lançamento de ataques aéreos contra a Síria em retaliação a um ataque com gás químico em uma cidade controlada pelos jihadistas. A Rússia ameaçou derrubar quaisquer mísseis lançados nas forças do regime de Assad usando seu temível sistema de defesa S-400.

O líder do regime sírio Bashar al-Assad teria transferido seus ativos militares para bases russas no país na esperança de que os EUA e seus aliados relutassem em lançar ataques em qualquer lugar perto das forças de Vladimir Putin.

Com informações de: [DaiyMail]
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia