Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Armênia ordena mobilização militar em meio a crise com Azerbaijão

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Armênia ordena mobilização militar em meio a crise com Azerbaijão
COMPARTILHE

Armênia e Azerbaijão estão em clima de guerra em meio a crise na fronteira.

Nikol Pashinyan, primeiro-ministro da Armênia, decretou lei marcial e mobilização militar total, neste domingo (27), após confrontos com o Azerbaijão na região separatista de Nagorno-Karabakh.

O Ministério da Defesa da Armênia, que apoia os separatistas, alegou que, em resposta a um ataque a alvos civis, suas tropas destruíram três tanques e derrubaram dois helicópteros e três drones 

O governo do Azerbaijão, por outro lado, disse que a Armênia atacou assentamentos civis e posições militares ao longo da “linha de contato”, uma região fortemente minada que separa as forças apoiadas por ambos os países.

Em um discurso transmitido na televisão, o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliev, prometeu vitória na luta contra as forças separatistas:

“O Exército do Azerbaijão luta em seu território, defende sua integridade territorial, desfere golpes devastadores no inimigo. Nossa causa é justa e vamos vencer.”

O governo da Rússia exigiu um cessar-fogo imediato na região. Já o governo da Turquia disse que a Armênia deveria cessar ataques, para evitar “colocar fogo” na região, destaca o jornal Folha.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram