Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

As centenas de locais onde a Coreia do Norte executa cidadãos

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
As centenas de locais onde a Coreia do Norte executa cidadãos

Relatório aponta que as execuções são “um dos principais métodos de incitar o medo e dissuadir os cidadãos de se engajarem em atividades consideradas indesejáveis” pelo regime norte-coreano.

Uma ONG da Coreia do Sul afirma ter identificado 318 locais usados pela ditadura de Kim Jong Un, na Coreia do Norte, para realizar execuções públicas no país.

Elaborado durante quatro anos a partir de entrevistas com 610 desertores norte-coreanos, o relatório foi divulgado nesta terça-feira (11) pela organização Transitional Justice Working Group.

O relatório revela que as execuções públicas aconteciam perto de rios, campos, mercados, escolas e ginásios esportivos. Os “espetáculos” chegavam a reunir milhares de pessoas para assistir à aplicação da pena de morte.

O documento denuncia ainda que membros da família das pessoas sentenciadas à morte, incluindo crianças, às vezes eram forçados a assistir ao evento.

Além disso, os corpos são raramente entregues aos familiares, tampouco os locais de sepultamento informados, informa o site UOL.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email