As mudanças que Bolsonaro poderá implementar na educação

Português   English   Español
As mudanças que Bolsonaro poderá implementar na educação
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, terá o poder de fazer alterações significativas na área da educação sem consultar o Congresso.

“Noventa por cento do que eu quero fazer passa pelo Parlamento, 10% apenas por uma caneta presidencial”, afirmou Jair Bolsonaro em sua primeira entrevista na televisão após ser eleito presidente do Brasil.

Na área da Educação, alterações significativas podem ser determinadas na base da canetada.

O presidente eleito poderá, por exemplo, controlar o conteúdo dos livros didáticos, mudar os critérios de destinação de recurso para as universidades federais e influenciar nas diretrizes em elaboração para temas como ensino religioso, orientação sexual e identidade de gênero.

Há medidas, já defendidas por Bolsonaro ou seus auxiliares, que precisariam passar pelo Congresso, como uma eventual extinção do sistema de cotas nas universidades federais, adotada em lei por um prazo determinado; a cobrança de mensalidades no ensino superior público, contrariando dispositivo constitucional; ou implantar ensino fundamental a distância.

 

Adaptado da fonte Globo
SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...